couch potato

Michael Voltaggio, um dos meus participantes preferidos de Top Chef.

Eu não consigo gostar do Super Chef do Mais Você. Para mim, é uma cópia mal feita do Top Chef, um casamento forçado com Big Brother, porque aquilo é um mais “convivência” que competição gastronômica. Além disso, conta com voto popular. Como o telespectador pode votar num prato que não degustou e nem cheirou? E sabemos de antemão que o telespectador vota sempre no mais coitadinho ou bonitinho. Não por acaso, tem a mesma fonte do BBB, Boninho.

É uma pena que o Super Chef seja ruim, pois poderia servir como uma grande janela de possibilidades gastronômicas. Zapeando pela tv, encontrei ótimos programas de gastronomia, de reality shows até séries na internet. Confira o guia:

Top Chef. As pessoas têm certo preconceito com reality shows, e com razão, mas existem realitys excelentes . Top Chef está para a gastronomia assim como Project Runway está para a moda. São 16 talentosos cozinheiros disputando não só dinheiro, mas também reconhecimento profissional. Os desafios são realmente desafiadores, desde fazer o banquete de casamento em um dia até melhorar o almoço de uma escola. O programa já está em sua oitava temporada nos Estados Unidos e tem dois filhos: Top Chef Masters (apenas com chefs renomados) e Top Chef Just Desserts (sobremesas). O Sony acabou de exibir a segunda temporada de Masters e começa a primeira temporada de Just Desserts no dia 13 de agosto. Top Chef, Sony, sábados 22:00h (a partir de 13/08/11). Horários alternativos no site do canal.

Anthony Bourdain: Sem Reservas. Série que começou em 2005 e está atualmente em sua oitava temporada. O renomado chef e escritor Anthony Bourdain viaja pelo mundo e faz episódios variados. Pode ser sobre um destino ou um tema, como restaurantes em extinção de Nova Iorque e comida pornô (aquela que nos excita e nos faz lambuzar a cara). O Discovery Travel & Living exibe o programa no Brasil, sem uma ordem certa (está passando a 2ª e a 6ª), mas não importa, é sempre delicioso. Anthony Bourdain: Sem Reservas, Discovery Travel & Living, sábados 21:00h. Horários na programação do site.

Jamie Oliver. Acompanho o chef inglês desde seu primeiro programa, The Naked Chef, de 1999, exibido aqui pelo antigo Travel Channel (que depois virou People & Arts e hoje é Liv). De lá para cá, ele casou, teve três filhas e se aventurou em vários programas próprios. Já tentou mudar a merenda escolar inglesa, treinou jovens carentes para seu restaurante Fifteen e fez várias fugas gastronômicas. No Brasil, ele começou a ficar conhecido com Truques de Oliver (Oliver’s Twist), exibido pelo GNT,que passou também seus programas seguintes:  Jamie at Home, Jamie’s School Dinners, A Grande Fuga para a Itália, A Viagem pela América, Jamie Does e atualmente exibe Jamie’s 30 Minutes Meal. Este último não é o meu favorito, mas vale ficar de olho na programação porque o GNT sempre reprisa seus outros programas. O que gosto nele é sua paixão pela comida, seu entusiasmo e a certeza de que uma boa alimentação pode mudar a vida de qualquer um. Ah, e cozinhar não é um bicho de sete cabeças. Jamie Oliver, GNT, quintas 21:00h. Outros horários aqui.

Gordon Ramsay. Por incrível que pareça, ele tem apenas 45 anos. Sim, dá vontade de dar uma panelada na cara dele, mas foi seu temperamento que o transformou numa celebridade televisiva, e ele tem o seu valor. Não gosto de Hell’s Kitchen e nem da versão americana de Kitchen Nightmare, acho as duas muito pré-roteirizadas e produzidas, o que dá um tom fake e forçado. Também acho, com o perdão da palavra, muito escrotas. Gosto das viagens gastronômicas, como a que ele fez à Índia, e da série que o GNT está exibindo atualmente, Ramsay’s Best Restaurant, uma competição para eleger o melhor restaurante da Inglaterra. Infelizmente, suas outras séries, com exceção de The F Word, nunca foram ao ar aqui no Brasil. Ramsay’s Best Restaurant, GNT, domingos, 12:15h.

Receitas de Chuck. Ele não é muito conhecido, é meio esquisito, mas parece ser legal. O canadense Chuck Hughes aproveita seus dias de folga para ensinar receitas no seu próprio restaurante. O programa é simples, descontraído e com ideias bem bacanas. Assim como a proposta de seu restaurante, a intenção é fazer comida boa para reunir familiares e amigos. No site, além de ver os horários alternativos, você confere receitas e vídeos. Receitas de Chuck, GNT, sábados, 12:30h.

Viagem Gastronômica. A última dica também vem do GNT, mas desta vez, é exclusiva para a web. A chef Karen Couto viaja pelo mundo e registra receitas, lugares, restaurantes, curiosidades e entrevista chefs. Basta clicar aqui e boa viagem!

Se você sentiu falta de programas brasileiros, aqui vai a minha explicação. O Que Marravilha é super simpático, mas não é bem um programa de comida. Quer dizer, é, mas a gente tem mais interesse em ver como o participante vai se sair do que na comida em si. Já o Diário do Olivier é algo pessoal, realmente não consigo me entusiasmar.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: