canibalismo gourmet

hannibal

Não, carne humana não tem gosto de frango. Segundo o livro Jungle Ways, de 1931, do aventureiro e jornalista William Buehler Seabrook, a carne humana tem gosto de vitela. Então deve ser yummie! Meu Deus, o que estou falando?

O tema canibalismo sempre desperta a curiosidade das pessoas, talvez por isso o psiquiatra Hannibal Lecter (de O Silêncio dos Inocentes e continuações) tenha se tornado um ícone no reino dos psicopatas. Pela primeira vez, o personagem é visitado na televisão, na série Hannibal, estreia recente nos Estados Unidos e no Brasil através do AXN, ou em um torrent de preferência. A série se passa muito antes de O Silêncio dos Inocentes, quando Hannibal servia de consultor e psiquiatra do agente do FBI Will Graham (Hugh Dancy). Quem o encarna desta vez é o ator dinamarquês Mads Mikelsen (O Amante da Rainha, A Caça e Casino Royale).

Se um canibal já dá trabalho, um canibal com gostos refinados é pior ainda, que o diga a stylist de comida Janice Poon, responsável pelos pratos servidos nos jantares de Hannibal. Apesar do estrelado chef José Andrés ser o consultor da série, quem percorre os mercados de Toronto (onde a série é filmada) e passa noites fazendo testes é ela. Sua maior descoberta é que os órgãos suínos são os mais semelhantes aos dos humanos. Além de convencer na câmera que os pratos são feitos de partes humanas, Poon precisa, dependendo da cena, preparar algo que os atores possam comer.

hannibal linguashannibal gelatina

Mortadela já virou fígado, sopressata (um tipo de linguiça italiana) já foi disfarçada de pulmão e kibe virou língua. Apesar de Mads Mikelsen comer de tudo, outros atores têm limitações. Lawrence Fishburne, que faz o chefe do FBI Jack Crawford, não come nozes, beringela, kiwi nem foie gras. Poon só descobriu que ele (e a mulher, a atriz Gina Torres, também no elenco) não come foie gras depois de encomendar quase tês quilos para uma cena. A solução foi fazer um falso foie gras, modificando uma receita de tamale. Acabou que o episódio não foi ao ar nos Estados Unidos, em respeito às vítimas do atentado em Boston.

Poon acredita que sua ascendência chinesa lhe dá a vantagem de estar familarizada com miúdos e outras partes não muito populares. Sua maior dificuldade nem é transformar uma receita em algo que lembra um órgão humano, mas nas inúmeras mudanças de roteiro que a obrigam a mudar seus planejamentos. Por exemplo, no quinto episódio, um jantar entre três personagens com línguas de cordeiro como prato principal mudou cinco vezes! A última alteração dizia que, durante a sobremesa, gelatina de vinho tinto com uvas e rosas cristalizadas, “Hannibal pega uma uva Norton e a descasca”. A uva Norton, uma espécie que é toda vermelha por dentro, já estava em falta no maior produtor. Na Austrália, ela ainda estava verde (Poon tentou com um cunhado que mora lá). Faltando um dia para a gravação, sem saber o que fazer, Poon comprou uvas vermelhas e as descascou. Tingiu-as de vermelho e depois passou numa cera, maquiando-as com sombra. Para ter outra alternativa, ela pintou as uvas com esmalte. No final, a uva com casca de cera foi a escolhida. Deu tudo certo! As fotos abaixam mostram como o planejamento muda entre uma revisão de roteiro e outra. Repare como o medalhão de língua em crosta de sal virou línguas embrulhadas como origami. E a sobremesa era pudim com berries.hannibal jantar rascunhohannibal jantar rascunho 2

Toda a aventura de Poon nos bastidores da série está sendo contada em seu blog Feeding Hannibal. Além dos incontáveis desafios, há receitas para brincar na cozinha. Vai uma coxinha?

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: